Resultados do 8º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba 2018

logomicrocontos18

A Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo), CEDHU Piracicaba (Centro Nacional de Humor Gráfico) e Biblioteca Pública Municipal “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”, anuncia os vencedores do 8º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba 2018:

1º Lugar: Amor astigmáticoFernando Jesus Nogueira Catossi | Jundiaí/SP

Lugar: Png nos is Luís Henrique Sacchi | Piracicaba/SP

3º Lugar: Saltos e sobressaltos Isabel Cossalter | São Paulo/SP

Os trabalhos ganhadores receberão premiação de R$ 800,00 (1º lugar), R$ 500,00 (2º lugar) e R$ 300,00 (3º lugar). Os três primeiros lugares e outros 97 microcontos selecionados serão reunidos na antologia do concurso, que estará disponível para download gratuito em breve, no site da Biblioteca.

A Comissão Julgadora, responsável pela escolha das obras, foi composta por Adrielle Camargo dos Santos (graduada em Letras e professora), Alexandre Basso (graduado em Letras e pós-graduado em Literatura), Carmelina Toledo Piza (escritora, contadora de histórias, mestre em Educação), Rosangela Pereira (graduada em Educação Física, Pós-graduada em Marketing, atriz. Participou dos grupos de teatro Guarantã e CETA. Em 2017 recebeu medalha de honra ao mérito em Artes Cênicas) e William Hussar (cartunista, crítico de arte e representante do Salão Internacional de Humor de Piracicaba).

A oitava edição do Microcontos de Humor de Piracicaba recebeu o número recorde de 544 inscrições. Foram representados 24 estados brasileiros. Do exterior, vieram textos de Cabo Verde, França, Japão, México e Portugal. Os piracicabanos e piracicabanas participaram com 33 microcontos.

A Comissão Organizadora parabeniza os vencedores e selecionados, e agradece por todas as inscrições enviadas. Nossa gratidão aos amigos e amigas, parceiros e parceiras de sites, blogs e redes sociais que nos ajudaram a divulgar mais uma edição do Microcontos em todo Brasil e também no exterior.

Nosso muito obrigado!

Comissão Organizadora

Microcontos vencedores

1º Lugar: Amor astigmáticoFernando Jesus Nogueira Catossi | Jundiaí/SP

amor-astigmatico

Lugar: Png nos is Luís Henrique Sacchi | Piracicaba/SP

Incnfrmda com as dsclps lacônicas de Jvnl,

Mrgrt rmpeu o csmnt por WhtsApp msm:

É crt e grss Jvnl! Ñ sprto + suas 1/2s-plvrs.

3º Lugar: Saltos e sobressaltosIsabel Cossalter | São Paulo/SP

Preta, preta, desvia, preta.

Branca, não! Preta, preta…

Vivendo no pelo da zebra, a pulga descobriu que tinha TOC.

Selecionados

ProdígioAmadeu Bispo de Oliveira | Diadema/SP.

Arte profana Vicente Geraldo de Melo Neto | Brasília/DF.

Profecia Sara dos Anjos | Porto Alegre/RS.

Apagão Cleyton Cabral | Olinda/PE.

ExageroRomeu Martins | São José/SC.

Bar Nilza Amaral Antunes de Souza | Campinas/SP.

Tentação Cristiane Dias | Criciúma/SC.

O tragoMiguel Salvador Gabriel Chammas | São Bernardo do Campo/SP.

Colecionador Sonia Regina Nabarrete | São Bernardo do Campo/SP.

A incrível façanha do autor que estendeu absurdamente o título do seu microconto e percebeu que só lhe restavam sete nano-caracteresJosé Ronaldo Siqueira Mendes | Mutum/MG.

Frito na Hora Gilberto Antonio Marchetto | Americana/SP.

Manchete Artur da Silva Bignelli | Ribeirão Preto/SP.

Curioso caso de EdwardJosé Eduardo Borges da Costa | Monte Alto/SP.

CalafriosCésar Ricardo de Andrade | Franca/SP.

ComunicaçãoKaykhe Florida | Piracicaba/SP.

Seu ZéDiogo Edilton Bernardino | Limeira/SP.

O corrupto João Henrique Assumpção Barão | Uberlândia/MG.

ImpugnofobiaEmerson Freitas Braga | Fortaleza/CE.

O hábitoElias Alves da Silva | Varginha/MG.

Papagaio Vinicius Emidio | São Paulo/SP.

Leilão de Viagra – Marcelo Soriano | Santa Maria/RS.

S2 Raul Marques da Silva | São José do Rio Preto/SP.

Impressões Valdinei José Arboleya | Toledo/PR.

O olhoNelson Sales da Silva | Salvador das Missões/RS.

Greve das letras, uma não aderiu Liliane da Conceição Souza | Brasília/DF.

Caspita!Frederico Dollo Linardi | Porto Alegre/RS.

Epopeia Alexandre De Nadal | Porto Alegre/RS.

Joia Maria Alice dos Santos Ferreira | São Paulo/SP.

A cena do crime – Flávio de Azevedo Levy | Campinas/SP.

O detetiveFrancinilde Machado Serejo | São Luís/MA.

DitadoEduarda Lazari Guidetti | Piracicaba/SP.

InvestimentoCamilo Irineu Quartarollo | Piracicaba/SP.

É?!Lailton da Silva Garcia | Maringá/PR.

Meu filho é o maior pedófilo de Copacabana Ricardo Lahud | Guarujá/SP.

Aí não! Yoiti Taniguchi | São Paulo/SP.

Tricô Milton de Faria e Souza | Rio de Janeiro/RJ.

Vossa ExcelênciaDebora Cristina Grosko | Guarapuava/PR.

Um título bem curto, para que reste espaço suficiente para o microconto, porque os 140 caracteres já contam desde aqui Maurício Requião | Salvador/BA.

Crise – Dan Porto | Curitiba/PR.

Oh!Lélia Alice Bertanha | Rio Claro/SP.

Sistema Único da Dipirona Raquel Ribeiro Silva | Belford Roxo/RJ.

Duro de mudarJuliana Santos Garbayo | Aveiro/Portugal.

Rede de Doces Tamanduá tem loja roubada Miguel Arcangelo Picoli | Morungaba/SP.

Herói nacionalMauro Guidi-Signorelli | Paris/França.

Baby – Marcelo Giatti Tieppo | São Paulo/SP.

Anônimo – Danilo Sousa da Silva | Salvador/BA.

O comentador de internet Flávia Souza de Siqueira | São Paulo/SP.

Mortes Gabriel Sales Macêdo | Itabuna/BA.

Greve Aparecido Salvador Junior | Araçatuba/SP.

O mortoRegiane Cristina Lopes da Silva | Belford Roxo/RJ.

RousseauWalter José Moreira Dias Junior | Niterói/RJ.

TextãoJP Schimidt | São Paulo/SP.

Traz a contaPaulo José de Carvalho | São João del Rei/MG.

Jerusalém Mauro Bartolomeu | Batatais/SP.

Processo Adriana Calabró Orabona | São Paulo/SP.

PreconceitoRui Trancoso de Abreu | Limeira/SP.

Dedicatória XXIRafael Cal | Rio de Janeiro/RJ.

Poesias?Darlan Rodrigo Veit | Florianópolis/SC.

ZapRicardo Francisco de Camargo Chagas | Ivaiporã/PR.

Contrariando o avisoLuiz Fernando Martins Bellini | Mogi das Cruzes/SP.

Xi Adailton Irineu Ferreira | São Bernardo do Campo/SP.

Expediente Emanoel Quartiero | Florianópolis/SC.

Casório tradicionalRodrigo Castellani | Piracicaba/SP.

Susto – Leda Coletti | Piracicaba/SP.

EvoluçãoJuliana Edna Neves | São Paulo/SP.

Peixe dorme? Sarah Luana Finatto Vieira | Ribeirão Preto/SP.

Pecado corporativoAdilson Zambaldi | São Paulo/SP.

E tá rendendo, Zé? Antonio Cesar Bispo Miranda Filho | Salvador/BA.

Pontos de vistaPriscilla Mendes Cassiano | Indaial/SC.

Contrata-se adestrador Augusto Valentini Schmitt | Caxias do Sul/RS.

Nova eraGuilherme Moés Ribeiro de Sousa | Campina Grande/PB.

Bilhete Jacira Conceição Nascimento Fagundes | Porto Alegre/RS.

Cel – Rosângela de Oliveira Martins | Vitória de Santo Antão/PE.

Conto de um gole Breno Bueno Bastos | Amparo/SP.

É fogoGlaucia Brum Carlos | São João de Meriti/RJ.

Sem palavras Maria Clarice Sampaio Villac | Campinas/SP.

Olhão – Maria Ioneida de Lima Braga | Capanema/PA.

Édipo Rei Renato Conterato | Americana/SP.

SonoMauro Benedit Fini | Bofete/SP.

Tic-Tac – Clarisse Ferreira de Souza | Santa Izabel do Pará/PA.

Foram para o xadrezJan Savaris Soares | Curitiba/PR.

AmeaçaPhilippe Antônio Bussa de Alencar | Porto Alegre/RS.

Matemática Gretha Leite Maia de Messias | Fortaleza/CE.

Amnésia Wagner Nyhyhwh | Rio de Janeiro/RJ.

Átomos Ginayan de Souza Silveira | Rio de Janeiro/RJ.

Vaidade Tatiana Alves Soares Caldas | Rio de Janeiro/RJ.

PaixãoCarlos Genésio de Oliveira Seixas | Recife/PE.

Casal Fernando Mendes Vasques | São Paulo/SP.

PrometeuAldenor da Silva Pimentel | Boa Vista/RR.

O cachorro do intervencionista Ryuller Maestrelo Novaes do Prado | Americana/SP.

Método empíricoFrancyne Michelle Ferreira dos Santos | Piracicaba/SP.

#partiu Yassu Noguchi | Rio de Janeiro/RJ.

Sopa de letrinhas Henriqueta da Silva Santos | São Paulo/SP.

Vou entrar para o Guinness Book of Records como autor do microconto de humor em português com o maior título de todos os tempos do mundoGabriel Sordi | Campinas/SP.

Noite agitadaRafael Duarte Caputo | Curitiba/PR.

Mudança Giovanni de Paula Nogueira | Valença/RJ.

DemitidoMarylia Gabriela Rocha Queiroz | São Paulo/SP.

Abertura das inscrições para o 14º Prêmio Escriba de Poesia 2018

post-facebook

A Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo e da Biblioteca Municipal de Piracicaba “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”, anuncia que estão abertas as inscrições para o 14º Prêmio Escriba de Poesia. Cada participante deverá enviar duas poesias em português, de autoria própria e temática livre. Poderão participar candidatos de qualquer localidade, com idade mínima de 15 anos. Serão selecionadas 31 poesias para compor uma antologia, editada em formato digital e disponibilizada para download gratuito neste site. Os três primeiros lugares e o melhor de Piracicaba receberão, como premiação, troféus e os seguintes valores:

1º lugar: R$ 4000,00

2º lugar: R$ 3000,00

3º lugar: R$ 2000,00

Melhor de Piracicaba: R$ 1500,00

O período de inscrição é de 11 de junho a 03 de agosto.

Para se inscrever, consulte o Regulamento e preencha a Ficha de Inscrição, disponíveis para download na página:

www.biblioteca.piracicaba.sp.gov.br/premioescriba/inscricao/

Prêmio Escriba é um concurso literário de projeção que recebe trabalhos em português vindos de todo o Brasil e também de outros países, notadamente Portugal, Angola, Moçambique, Estados Unidos, Japão, entre outros. O Prêmio teve sua primeira edição em 1990, na modalidade Poesias. Em 1997, foi instituída a edição para Contos, e, a partir de então, os dois gêneros passaram a se alternar a cada ano. Em 2011, foi criado o Prêmio Escriba de Crônicas, completando o anseio da Organização e dos Participantes de abarcar mais amplamente os gêneros literários. Dessa forma, alternando anualmente Poesias, Contos e Crônicas, o Escriba chega, em 2018, com o 14º Prêmio Escriba de Poesia, a sua 26ª edição.

Para maiores informações, entre em contato pelo telefone (19) 3433-3674 ou pelo e-mail premioescriba@piracicaba.sp.gov.br

Abertura das inscrições para o 8º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba 2018

cartaz18

Escritores e escritoras, chegou a hora de mostrar o seu trabalho! As inscrições para o 8º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba estão abertas a partir do dia 23 de abril e vão até dia 15 de junho.

Cada participante poderá inscrever um microconto de até 140 caracteres (será considerado caractere qualquer toque no teclado, incluindo pontuação, espaçamento, troca de parágrafo; o título também será considerado na contagem). O microconto deve ser autoria própria, estar em português e apresentar teor humorístico. Podem se inscrever candidatos de qualquer faixa etária e de qualquer cidade, estado e país.

Os três melhores microcontos, escolhidos pela Comissão Julgadora, receberão troféu e premiação:

1º lugar – R$ 800,00 (oitocentos reais);

2º lugar – R$ 500,00 (quinhentos reais);

3º lugar – R$ 300,00 (trezentos reais).

Serão selecionados até 100 textos para compor a antologia do Concurso, que será disponibilizada para download gratuito no site da Biblioteca.

Para se inscrever, é necessário ler o Regulamento e certificar-se de que seu Microconto está dentro das normas do concurso. Após isso, é só baixar a Ficha de Inscrição oficial, preencher todos os dados e inscrever o seu trabalho.

O Regulamento do concurso e a Ficha de Inscrição podem ser baixados pelo link:

 http://biblioteca.piracicaba.sp.gov.br/site/premios/microcontos

Os trabalhos que não estiverem de acordo com as normas do concurso e outras fichas de inscrição serão desclassificados.

O Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba é promovido pela Secretaria Municipal de Ação Cultural e Turismo (SemacTur), por meio do Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Divulgação do Humor Gráfico de Piracicaba (CEDHU) e da Biblioteca Pública Municipal “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”, e integra as ações e programação do Salão Internacional de Humor de Piracicaba.

Para maiores informações, entre em contato pelo telefone (19) 3433-3674 ou pelo e-mail microcontos@piracicaba.sp.gov.br

Exposição: “11º” – Fotografias de Ednaldo Baraka

cartaz

A Biblioteca recebe no hall de exposição “Dalton Belmudes de Toledo”, entre 06/11/17 e 08/12/17, a mostra 11º, que reúne obras do fotógrafo piracicabano Ednaldo Baraka, com curadoria de Joyce Guadagnuci. As fotografias são registros artísticos de personagens anônimos em seu cotidiano na movimentada Armando Salles de Olveira, uma das principais avenidas de Piracicaba. A visitação é gratuita e aberta a todo o público.

Abaixo os textos de apresentação da mostra:

 

Do alto

Pelo 11º andar eu vejo o mundo. Em cada recorte da rua eu sinto o tempo, o tempo denegado da fotografia, aquele que tira o que eu preencho com meus olhos de observadora. Um convite ao voyerismo de cima, em plongé, mas sem nenhuma conotação sexual. Estou sempre no alto, mergulhando como uma águia à procura de peixes no mar. Este é o meu prazer. Em cada fotografia uma narrativa vertical me afeta, me fere, como num punctum barthesiano. Olho dentro da cena e dentro de mim pelo olhar indiscreto do fotógrafo que cuida de cada composição como quem cuida de algo que lhe é muito caro, talvez o tempo, o seu tempo, que é a matéria da fotografia, assim como a luz, é claro! O que dizer da luz destas imagens? O dia vira noite. Os seres de “11º” são diurnos, mas na imaginação do fotógrafo parecem tomados pela noite. O que me remete a uma frase do filósofo Jean Paul Sartre: “Imaginar é dar ao imaginário um pedaço de real para roer”. O fotógrafo alimenta meu imaginário com recortes da realidade “roídos” pelo domínio completo da luz, que ora se multiplica em sombras como fantasmas do tempo, ora se expressa em cores pinceladas no real da existência cotidiana da rua. As fotografias de Ednaldo Baraka me fazem lembrar e esquecer da massacrante rotina, me jogam para dentro, num mergulho cego, mas me devolvem para a superfície com um peixe na boca, feliz pela conquista, cheia de lucidez e pronta para próxima aventura.

Joyce Guadagnuci
Curadora

 

11º

Uma vertigem, depois uma necessidade desesperadora de repousar o corpo em algum canto da sala, de preferência com as costas contra uma parede bem longe daquela janela. Foi essa a primeira experiência no 11º andar do Edifício Rita Holland, no coração de Piracicaba. O ano era 2013, começo de novembro. Este relato soaria exagerado não fosse meu medo de altura. Tempos depois começaria minha aventura de cima. Com um ombro apoiado no lado de dentro da janela, os joelhos dobrados um pouco, permitindo assim que meu peito ficasse acomodado na base. Com o tempo fui ganhando confiança e já colocava meio corpo para fora para explorar mais a Salles. Mas sempre com o medo de altura me acompanhando, minha 60D e uma teleobjetiva com um foco caótico. A Armando era uma tela gigante a ser explorada. Às vezes me espantava como as pessoas lá embaixo se encaixavam nas composições “automaticamente”, mas fui surpreendido um dia quando travei o foco num carro, e lá de dentro uma garotinha acenou para o meu “rifle”. Recuei assustado, não conseguindo registrar o momento. Foi a única vez em que me notaram. Muitas vezes eu ficava horas a fio, esperando o momento certo, em outras eu tinha uma ideia na cabeça; certa vez, influenciado por Frédéric Chopin, mais precisamente ouvindo “Nocturne in E flat Major Op. 9 Nº 2”, num misto de percepção e sorte, registrei um piano urbano lá embaixo. Vi a Alice caminhando pela Armando Salles, uma sombra alongada a sua frente; em outro momento dois homens numa esquina, uma simplória inspiração daquela obra conhecida de Edward Hopper. E foi assim, com o passar do tempo, mais íntimo eu ficava da Salles e seus personagens. Eu não fotografava pessoas, eu me fotografava nelas.

Ednaldo Baraka
Fotógrafo

img_20171106_170321

“11º” – Exposição aberta entre 06/11 e 08/12

_dsc1351-editfnal2

por Ednaldo Baraka

_mg_3978-editarfinalcombordabranca2

por Ednaldo Baraka

_mg_93842b2

por Ednaldo Baraka

 

Serviço:

Exposição: “11º”

Fotógrafo: Ednaldo Baraka

Curadora: Joyce Guadagnuci

Período: 06/11 a 08/12, de segunda a sexta, das 08h às 18h.

Local: Hall de Exposição “Dalton Belmudes de Toledo”, na Biblioteca Municipal “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”. Rua Saldanha Marinho, 333, Centro, Piracicaba.

Informações: 3433-3674

Entrada gratuita

Download – Coletânea do 3º Prêmio Escriba de Crônicas 2017

postfacebook

Disponibilizamos para download gratuito a antologia do 3º Prêmio Escriba de Crônicas. O Escriba é um concurso literário promovido anualmente pela Prefeitura Municipal de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo e Biblioteca Pública Municipal de Piracicaba “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”, e completou sua 25ª edição em 2017.

A antologia reúne os 21 textos escolhidos pela Comissão Julgadora, sendo 4 premiados, 7 menções honrosas e 10 selecionados. O Prêmio Escriba registrou neste ano o maior número de inscrições já alcançado na modalidade Crônica: foram 987 obras enviadas de todo o Brasil, além de Canadá, Estados Unidos, Itália, Japão, Moçambique e Portugal. De Piracicaba, foram 73 inscrições.

Parabenizamos os vencedores e selecionados e agradecemos a todos os participantes!

 

DOWNLOAD DA COLETÂNEA

Exposição “Manifestações Poéticas”

img_20171005_152848

Exposição “Manifestações Poéticas”

Foi inaugurada hoje (05/10), no hall do anfiteatro da Biblioteca, a exposição “Manifestações Poéticas”. A mostra reúne desenhos de alunos de escolas municipais que visitaram o espaço em 2016 e 2017. As obras são resultantes das atividades de contação de história, em que os alunos foram orientados pela pedagoga e funcionária da Biblioteca Élide Fernanda de Almeida Leite e pela artista plástica Elaine Parra. Os trabalhos ficarão expostos até o final do mês outubro. A visitação é gratuita e aberta a todo o público.

Abaixo, o texto de apresentação da exposição:

Exposição de Desenhos dos alunos das Escolas Municipais “Manifestações Poéticas”

Partindo do questionamento Qual a contribuição da Arte para o homem?, consideramos, com base nos estudos de Friedrich Schiller*, que, ao contemplar uma obra de arte, o ser humano estará projetando simbolicamente sua própria liberdade, nesta obra.

A contemplação do “belo” gera uma disposição lúdica em que razão e sensibilidade atuam em harmonia.

Essa educação estética enobrece o universo da matéria, o comum é ressignificado por um olhar mais sensível.

Nesse sentido, com alegria, apresentamos a proposta lúdica iniciada em 2016 com alunos das Escolas Municipais de Piracicaba. A faixa etária dos alunos era de 5 a 12 anos, orientados pela Artista Plástica Elaine Parra e pela Pedagoga Élide Fernanda de Almeida Leite.

A iniciativa procurou estimular os alunos para uma releitura interpretativa das histórias contadas na “Hora do Conto”, em que técnicas de pintura também foram apresentadas. O objetivo era promover, por meio do diálogo pós história, um momento de reflexão sobre o tema abordado, propiciar que os alunos se expressassem oralmente e criativamente por meio das atividades de desenho e pintura, que a experiência individual ganhasse mais leveza e poesia, mesmo se advinda de um evento traumático. Momentos estes que suscitaram conteúdos reveladores, mas de muito entusiasmo e superações.

Portanto, essa Exposição revela um pouco do universo imaginário e criativo de cada criança, numa perspectiva de que a leitura e o fazer artístico nos ajudam a interpretar, conhecer e experimentar a vida com mais alegria.

Conhecer a si mesmo a partir do outro, através do compartilhar experiências vividas, com alegria e diversão.

*SCHILLER, Friedrich. A Educação Estética do Homem. Iluminuras, 1995.

Élide e Elaine

img_20171005_152757

Exposição “Manifestações Poéticas”

img_20171005_145553573

Obras de alunos de escolas da rede municipal

img_20171005_152546

Desenhos dos alunos

img_20171005_152651

Desenhos dos alunos

img_20171005_152003

Exposição “Manifestações Poéticas”

img_20171005_152334

Livros utilizados na contação de história

Serviço:

Exposição de Desenhos dos alunos das Escolas Municipais “Manifestações Poéticas”.

Local: Hall de exposição da Biblioteca Municipal de Piracicaba. Rua Saldanha Marinho, 333 – Centro.

Período: 05/10/17 – 31/10/17, segunda a sexta, das 08h às 18h

Entrada gratuita

Informações: 3433-3674

Resultados do 3º Prêmio Escriba de Crônicas 2017

postfacebook

A Comissão Organizadora, em nome da Prefeitura do Município de Piracicaba, da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo e da Biblioteca Municipal de Piracicaba “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”, anuncia os resultados do 3º Prêmio Escriba de Crônicas 2017.

A língua, o asterisco e a natureza da sardinha, de Arzírio Cardoso, é a crônica vencedora. Em segundo lugar, está Casos de tartarugas, de Carlos Conte Neto. Faxineira nova, lista nova, de Maria Pilar Michielin Zurita, é o texto classificado em terceiro lugar. O melhor trabalho de Piracicaba é Essa tal de hipocrisia…, de Sofia Vitti Quartarolo.

Os autores e autoras receberão premiação de R$ 4000 (1º lugar), R$ 3000 (2º lugar), R$ 2000 (3º lugar) e R$ 1500 (Melhor de Piracicaba). Juntamente com os quatro trabalhos premiados, sete menções honrosas e onze selecionados comporão a coletânea do concurso, que, em breve, estará disponível para download gratuito no site da Biblioteca.

A Comissão Julgadora foi composta por Luis Antonio de Souza (graduado em comunicação social/jornalismo e pós-graduado em comunicação e semiótica); Alexandre Basso (graduado e pós-graduado em letras); Camilo Irineu Quartarolo (escritor, graduado em filosofia); Joseane Bordingnon (graduada em pedagogia, pós-graduada em educação e letramento, mestre em educação); Carla Ceres (escritora, graduada em letras, é uma das escritoras mais premiadas de Piracicaba em concursos nacionais e internacionais).

O 3º Prêmio Escriba de Crônicas recebeu 987 inscrições. Foram representados 26 estados brasileiros, incluindo o Distrito Federal. Do exterior, recebemos trabalhos do Canadá, Estados Unidos, Itália, Japão, Moçambique e Portugal. Autores e autoras piracicabanos enviaram 73 crônicas. A edição deste ano foi a que recebeu o maior número de inscrições do Escriba, na modalidade Crônicas, e registrou a maior participação dos últimos anos do concurso.

A Comissão Organizadora parabeniza os vencedores e selecionados e agradece a todos os participantes!

 

1º Lugar – A língua, o asterisco e a natureza da sardinha

Arzírio Cardoso | Campo Largo/PR

 

2º Lugar – Casos de tartarugas

Carlos Conte Neto | São Paulo/SP

 

3º Lugar – Faxineira nova, lista nova

Maria Pilar Michielin Zurita | São Paulo/SP

 

Melhor de Piracicaba – Essa tal de hipocrisia…

Sofia Vitti Quartarolo | Piracicaba/SP

 

Menções honrosas

 

O fantasma na máquina André Carlos Moraes | São Leopoldo/RS

Rap na Suécia Mário Lourenço Evangelista Júnior | Londrina/PR

Era uma caixa de madeira Emir Rossoni | Porto Alegre/RS

Pequeno mapa da insônia Fernanda Carvalho de Almeida | Fortaleza/CE

Você está na cadeira do dentista Henrique Ranieri Cristovão | São Paulo/SP

O futebol João Renato Marino | São Paulo/SP

Se todos fossem Mauros Lauro Elme | Praia Grande/SP

 

Selecionados

 

Eh! Saudade João Abdalla Neto | São Paulo/SP

Os barulhos do mundo – Thiago Oliveira de Carvalho | Rio de Janeiro/RJ

Bolsa de mulher – Josemi Silva de Matos | São Paulo/SP

O outro lado da estrada Carlos Augusto de Almeida | Três Rios/RJ

O oitavo dia da criação Israel Quirino | Mariana/MG

Ônibus dos pobres Michael Petranski Strong Vaz | São Paulo/SP

Os descartáveis – Maicon Luiz Mateus Tiago | Pouso Alegre/MG

O jogo das pedrinhas Paulo Jorge Novais Leite Geraldo | Viseu/Portugal

Mais Guernica, por favor! Werner Vilaça Batista Borges | Manaus/AM

O secreto desejo de um morto – Cláudia Sofia Neves Andrade Fernandes | Lisboa/Portugal

Download – Coletânea do 7º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba 2017

logo_microcontos_2017

Disponibilizamos para download gratuito a antologia do 7º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba 2017, uma ação promovida pela Prefeitura Municipal de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo, Centro Nacional do Humor Gráfico de Piracicaba e Biblioteca Pública Municipal de Piracicaba “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”.

Estão reunidos nesta coletânea os 100 melhores trabalhos, escolhidos pela Comissão Julgadora. Neste ano, o Microcontos recebeu número de inscrição recorde: foram 509 trabalhos enviados de 23 estados brasileiros, além de Estados Unidos, Holanda, Japão e Portugal. Os piracicabanos prestigiaram o concurso com 60 inscrições.

Parabenizamos os vencedores e selecionados e agradecemos a todos os participantes!

DOWNLOAD DA ANTOLOGIA

Divulgação dos vencedores do 7º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba 2017

logo_microcontos_2017

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da SEMACTUR (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo), CEDHU (Centro Nacional de Humor Gráfico) e Biblioteca Pública Municipal “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”, anuncia os vencedores do 7º Concurso Microcontos de Humor de Piracicaba 2017. O microconto campeão é Narcísio Meira, de Mauro Bartolomeu; o segundo lugar ficou com Beagles, de Fábio Aulísio; #Job, de Maria Augusta Pereira Rodrigues, é o terceiro microconto premiado.

Os trabalhos ganhadores receberão premiação de R$ 800,00 (1º lugar), R$ 500,00 (2º lugar) e R$ 300,00 (3º lugar). Além dos três primeiros lugares, outros 97 microcontos selecionados comporão a antologia do concurso, que será disponibilizada em formato digital, para download gratuito, no site da Biblioteca.

A Comissão Julgadora foi composta por André Bueno de Oliveira (escritor e poeta), Anderson Brongna (escritor, contador de histórias e graduado em artes), Carmelina Toledo Piza (escritora, contadora de histórias, mestre em educação), Sandra Sanchez Baldessin (graduada e pós-graduada em Letras, consultora, revisora, crítica literária e professora de literatura) e William Hussar (cartunista, crítico de arte e representante do Salão Internacional de Humor de Piracicaba).

O Microcontos de Humor de Piracicaba deste ano teve o maior número de inscrições registrado em todas as 7 edições do concurso. Foram 509 textos enviados de 23 estados brasileiros e também do exterior (Estados Unidos, Japão, Holanda e Portugal). De Piracicaba, foram 60 microcontos participantes.

A Comissão Organizadora parabeniza os vencedores e selecionados e agradece a todos os participantes. 

 

Microcontos vencedores

 

1º lugar Narcísio Meira

Preocupava-se muito com a imagem. Era instalador de TV a cabo.

Mauro Bartolomeu | Batatais/SP

 

2º lugar Beagles

John, Paul, George e Pingo formaram os Beagles e… Chega! Impossível escrever um conto com esse maldito corretor ortográfico.

Fábio Aulísio | São Paulo/SP

 

3º lugar #Job

Criou: céu, terra, plantas, animais e humanos.

Disse: Haja filtro e Photoshop!

Viu que era bom. Postou nas redes sociais e descansou.

Maria Augusta Pereira Rodrigues | Manaus/AM

 

Selecionados

 

Laranja Ricardo Lahud | Guarujá/SP

O ritual Aparecida Gianello dos Santos | Martinópolis/SP

Descubra a incrível história sobre como na era da Internet as pessoas põem toda a informação no título e encolhem demais o texto André Carlos Moraes | São Leopoldo/RS

Par perfeito Antonio Carlos Pasolini | Vila Velha/ES

Metamorfose Rogério Francisco Vieira | Curitiba/PR

Sapatalhaço Marcos Bassini | Rio de Janeiro/RJ

Xeque-mate Fernando Teixeira Silva | Rio de Janeiro/RJ

Dê-me sal Frederico Flósculo Pinheiro Barreto | Brasília/DF

Maturidade Sonia Regina Nabarrete | São Bernardo do Campo/SP

Atração fatal Roberto Klotz | Brasília/DF

Autocrítica Alex de Castro Pinho | Madalena/CE

Camada Flávio Theodósio Junkes | Biguaçu/SC

Curto-circuito Silvio Valentin Liorbano | Osasco/SP

Domador Lucas Dias Palhão Mendes | Santa Rita do Sapucaí/MG

Vermelho Ana Beatriz Cabral | Brasília/DF

Cérebrooo Diego da Silva Lourenço | São Paulo/SP

De volta para o futuro 4 Carlos Brunno Silva Barbosa | Valença/RJ

Parto Suzana Maggioni Bertuol | Farroupilha/RS

Ambição Victor Alves Pereira | Curitiba/PR

Teu marido anda com a mulher do açougueiro José Alberto de Souza | Porto Alegre/RS

O serial killer Carla Bessa | Niterói/RJ

Negócios à (Bona)parte Henriqueta da Silva Santos | São Paulo/SP

Incompetente Athos Ronaldo Miralha da Cunha | Santa Maria/RS

Horrorizado Cleison Fernandes de Souza | Manaus/AM

140 Darío Alejandro Poyanco Bravo | Belo Horizonte/MG

A cura José Ronaldo Siqueira Mendes | Mutum/MG

Terraço Isabel Florinda Furini | Curitiba/PR

Divórcio Pauliane Amaral | Campo Grande/MS

Castigo Marcos Santiago | Governador Valadares/MG

Estrelato Evandrus Camerieri de Alvarenga | São Paulo/SP

Parada obrigatória Pedro Furlan | Piracicaba/SP

Quarta-feira de cinzas João Batista dos Santos | Londrina/PR

Além da sujeira Priscilla Mendes Cassiano | Indaial/SC

Pedido Edgar Jesus Figueira Borges | Boa Vista/RR

Carlos Augusto de Brito Ribeiro | Rio Acima/MG

Diabetes Enzo Ruffini Sabadin | Piracicaba/SP

O pequeno míope Elias Alves da Silva | Varginha/MG

Doçura lógica Regina Ruth Rincon Caires | Campinas/SP

Libertação Carlos Henrique Fioravanti | São Paulo/SP

Vingança Rita de Cássia Zuim Lavoyer | Araçatuba/SP

Apóstolos Guilherme de Oliveira Spolidoro | Piracicaba/SP

Carta Milton de Faria e Souza | Rio de Janeiro/RJ

Perdas Antônio Gerson Bezerra de Medeiros | Rio de Janeiro/RJ

Proctologia João Luiz Guimarães | São Paulo/SP

Decisão Edson Sidnei Maciel Teixeira | Joinville/SC

50 reais Théo Campos do Prado | Piracicaba/SP

Juízo Final Silas Correa Leite | São Paulo/SP

Barulho no hospício Rodrigo Cesar de Lima | Taboão da Serra/SP

A foto Regiane Cristina Lopes da Silva | Belford Roxo/RJ

Sexo Lidia Izecson | São Paulo/SP

Paisano Luís Alfredo Paduanelli Galeni | Águas da Prata/SP

Redes sociais Priscilla Breda Panizzon | Caxias do Sul/RS

Mau-olhado Tiago Figueiredo de Alencar Araripe | Recife/PE

Rua dos milagres Sabrina Nunes Dalbelo | Bento Gonçalves/RS

Arma Paulo Cesar Paschoalini | Piracicaba/SP

A coluna do colunista Ivanilton Tristão Pereira | Rio de Janeiro/RJ

Malemolência Geraldo Sebastião de Vasconcelos | Maastricht/Países Baixos

SOS Geraldo Magela Ferreira | Brasília/DF

O específico Leo Cit Delari | Curitiba/PR

Questão de interpretação Henriette Effenberger | Bragança Paulista/SP

Deveras Leo Satkings | Rio de Janeiro/RJ

Jorge de Barros | São Paulo/SP

Língua do “P” Sérgio Schechter | Rio de Janeiro/RJ

Na fila do banco Fábio Kawati | Sinop/MT

Uai? Eduardo Sussumo Smozono | Franca/SP

A foliona Drelenay Prado Mafra | Curitiba/PR

Gravidade Artur da Silva Bignelli | Ribeirão Preto/SP

Haja luz! Leonardo Queiroz Lyrio | Montes Claros/MG

Azarado Mauro Benedito Fini | Bofete/SP

Divórcio Fagner José Chaves da Silva | Vila Velha/ES

A cagada Fernando Vieira Reis | São Luís/MA

O verdadeiro mentiroso Diego Sammarco Martins | Guarulhos/SP

Ad libitum Jacqueline Salgado | Paula Cândido/MG

Cabra macho Guilherme Hernandez Filho | Santos/SP

Terminou comigo Ricardo Francisco de Camargo Chagas | Ivaiporã/PR

Escritor perseverante Rodrigo Castellani | Piracicaba/SP

Demos&Crácia Marcelo Stoenescu | São Paulo/SP

O gato comeu! Vicente Geraldo de Melo Neto | Brasília/DF

Bomba Romeu Manoel Coelho Martins | São José/SC

Urro selvagem Celio Pires Peixoto | Curitiba/PR

Fêmeo Danilo Martins Zanin | Curitiba/PR

Off-line Juliana Corrêa dos Santos | Belém/PA

Baile Aldenor da Silva Pimentel | Uberlândia/MG

Norma de vida Joaquim Bispo | Odivelas/Portugal

Fábula Rafael dos Santos Molinari | Ribeirão Preto/SP

Loucura Alex Alexandre da Rosa | Jundiaí/SP

Melhor idade Jefferson Contar | Campo Grande/MS

Era uma vez Marlene Macellari | Paulínia/SP

Mudança Amanda Rose Alcântara | Santa Bárbara D’Oeste/SP

Casal da paz Mariana Julia Martins | Piracicaba/SP

Água benta Jonathan Vieira da Silva Brito | São Paulo/SP

Estrangeirismo Francisco Anizeuton de Souza Leite | Jucás/CE

Questão de saúde José Rosendo Junior | Fortaleza/CE

Prolixo João Valdenio Silva | Aracaju/SE

Desafilho Valéria Rodrigues Florenzano | Santos/SP

Leal Clauber Dias | Porto Alegre/RS

Eternidade Helyana Manso | São Paulo/SP

OFICINA DE ORIGAMI NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE PIRACICABA

OFICINA DE ORIGAMI

Inscrições até o dia 05 de junho de 2017
Faixa etária: a partir dos 8 anos de idade
Telefone: 3433-3674 – (Taís)
(Vagas Limitadas)

Posts mais antigos «